Carta do Presbitério – Despedida Estevão Rezende Barroso Calíope das Mercês

Vila Velha, 22 de maio de 2019

DESPEDIDA – ESTEVÃO REZENDE BARROSO CALÍOPE DAS MERCÊS

João 13:7:

“Respondeu Jesus, e disse-lhe: O que eu faço não o sabes tu agora, mas tu o saberás depois.”

    A vida é parte de um tempo marcado dentro da própria existência, e pelo fato de que sobre ela existe um controle que não está ao nosso alcance. Por isso, somos surpreendidos em momentos que se alternam, de alegria e, hoje, de profunda tristeza.

    Apesar de sabermos que não estamos sozinhos e, em especial, de que aprouve a Deus colher nesse tempo o tão esperado, amado e querido filho, nada, e humanamente, seria possível consolar o coração diante da dor da perda irreparável que se abateu sobre nós.

    O que nos conforta é a certeza da vida eterna e da felicidade daqueles que foram recolhidos antes de nós, e que nos esperam na eternidade. Lembramos o texto que nos consola, narrado em II Samuel, capítulo doze, verso vinte e três:

    “Porém, agora que está morta, por que jejuaria eu? Poderei eu fazê-la voltar? Eu irei a ela, porém ela não voltará para mim.”

    Sabendo que o tempo se apressa e que em breve estaremos juntos com a grande multidão, que já entoa os hinos de vitória em momentos como este, que para Deus são preciosos, especialmente, pelo fato de que a colheita que foi feita está relacionada ao projeto de um chamado, que para nós se traduz em lágrimas e dores inexplicáveis, mas, ao mesmo tempo, a certeza de que o projeto de Deus se cumpre, fortalecendo cada dia mais a nossa fé e a certeza inabalável de um novo encontro.

    Em nome da Igreja Cristã Maranata, pelos seus pastores e, particularmente, em meu nome, quero dizer que estamos juntos neste sofrimento, e também na esperança de que o choro pode durar uma noite, mas a alegria vem ao amanhecer (Salmos 30:5b).

    Nesta oportunidade, queremos agradecer a todos aqueles que estiveram solidários e unidos nesse transe, irmãos, amigos, escola, professores, pastores e familiares, dizendo que a nossa gratidão será expressa em oração por todos aqueles que nos ajudaram nesse momento tão sentido por todos nós.

    Convido a todos os presentes para, de pé, lermos um texto que servirá de consolo para todos:

    “Não quero, porém, irmãos, que sejais ignorantes acerca dos que já dormem, para que não vos entristeçais, como os demais, que não têm esperança.” I Ts 4:13

    Encerrando esta correspondência, queremos nos colocar à disposição do Pastor Márcio das Mercês e de sua família, em tudo aquilo que estiver ao nosso alcance, especialmente, em oração para que possamos suportar tal momento.

    Aceite, portanto, o nosso abraço fraternal e a destra de companhia, desejando a todos os presentes, a paz do Senhor Jesus.

Pr. Gedelti Victalino T. Gueiros
Presidente da Igreja Cristã Maranata

    Presbitério Espírito Santense – Rua Torquato Laranja, Nº 90, Centro
    CEP.: 29100-370 – Vila Velha – Espírito Santo – Brasil – Telefone (27) 3320-3300
ARQUIVO
VISUALIZAÇÃO
Carta do Presbitério – DESPEDIDA – ESTEVÃO REZENDE BARROSO CALÍOPE DAS MERCÊS
Top
Leia o post anterior:
Dia 24/mai- Sl 127-129

Leia o texto.

Fechar