Estudo para Jovens e Obreiros – 25/01/2014

ESTUDOS BÍBLICOS PARA JOVENS E OBREIROS – 25/01/2014
ASSUNTO: A Palavra como Forma de Vida
TEXTO FUNDAMENTAL: Salmo 119:11

Com base no Salmo 119:11, comentar o sentido profético das expressões:
– Esconder no coração
– A tua palavra
– Não pecar contra Deus como resultado da palavra no coração

(Os textos usados neste estudo foram extraídos da Tradução de João Ferreira de Almeida, Edição Revista e Corrigida, versão 1995)

LEITURA DO TEXTO: – Salmos 119:11 – (JFA-ERC-1995)
“Escondi a tua palavra no meu coração, para eu não pecar contra ti.”.

INTRODUÇÃO
A Palavra de Deus é viva para o servo do Senhor quando ela representa para ele uma forma de vida. Daí ele passa a usar a palavra como verdadeira fonte de impulso para a sua caminhada. E quando isso acontece é que o servo descobre a verdadeira vida existente na Palavra de Deus. Descobre que ela é viva e que o ajuda na sua caminhada.
A época mais provável dos escritos do Salmo 119 é depois do cativeiro (exilio) na Babilônia. Isso parece ter sentido porque ele expressa uma mensagem de grande valorização e fidelidade à Palavra de Deus e também ao arrependimento, pelo fato do povo ter se desviado dela antes do exilio.
O conceito de pecado contra Deus era transgredir a lei (ou a palavra) de Deus e foi por esse motivo que lhes sobreveio o cativeiro da Babilônia.
No Velho Testamento eles tinham a palavra nos rolos e livros que até liam, mas não a tinham no coração. Por isso não tinham o conhecimento do verdadeiro testemunho da Palavra, que é Jesus. (“Examinais as escrituras….e são elas que de mim testificam”).


A DINÂMICA: separar 6 a 8 jovens para participarem respondendo a algumas questões ou fazendo algumas colocações e dois obreiros para contarem as duas experiências e mais um para a sugestão de mensagem. Total 11.

Obs.: os textos em itálico são transcrições dos estudos recebidos dos grupos de jovens e obreiros.

I – SENTIDO PROFÉTICO DA EXPRESSÃO:

–   ESCONDER NO CORAÇÃO

“ESCONDI… no coração…”:
Esta parte do VERSÍCULO 11 está sendo testemunhada por alguém que:
– tomou uma decisão consciente: decidi isso sem nenhuma influência alheia.
– tomou uma decisão espontânea: decidi de vontade própria e não por mandado de alguém. Ou forçado por alguém. Manifestei a minha própria vontade.
– tomou uma decisão pessoal: não foi influenciado por uma decisão coletiva. Ninguém roubará de mim.
– apropriou-se de uma relação posse: por um lado: o meu coração = por outro lado: a tuapalavra.

A PALAVRA ESCONDIDA:
– na mente (memória): ler a Bíblia capa a capa é sempre uma bênção, porém, mais importante do que isso é guardar as suas palavras no coração. Decorar versículos para serem recitados.
– no intelecto (na cultura):
Biblia apenas como fonte de pesquisa,
Bíblia como recurso para debates bíblicos: discutir pontos de vista e interpretações de textos bíblicos;
Bíblia para pesquisa de história: descobrir nomes de lugares e cidades
Bíblia para fazer gincana: quem é capaz de recitar maior número de versículos bíblicos;
Bíblia para fazer filmes: palavra de uma atriz que lia muito a Biblia e um irmão lhe perguntou se ela era crente. Dizendo-se não ser crente afirmava que fazia filmes bíblicos representando personagens bíblicos femininos.
– no coração: a Bíblia amada e obedecida. Obediência por amor à Palavra, por amor a Jesus.

Esconder a Palavra no Coração: (um grupo de Estudo enviou)
– é sempre estar na obediência,
– é ser prudente nas nossas escolhas,
– é cumprir as revelações do Senhor,
– é andar no Caminho, em Santificação.

Esconder a Palavra no Coração: (um grupo de Estudo enviou)
– é viver a palavra como forma de vida;
– é colocar a Palavra como centro de nossas vidas
– é aplicar os ensinos da palavra em nossas vidas.

PORTANTO,
Guardar (esconder) no coração: como aquilo que amamos é muito mais maravilhoso do que Guardar (esconder) na mente (como mera recordação) ou no intelecto (como cultura bíblica).

Guardar (esconder) no coração: lugar que somente nós e o Senhor temos acesso. Ninguém mais. Guardar (esconder): como se faz com um tesouro escondido.

Esconder (ou guardar) a palavra no coração pode ter sido uma expressão do salmista inspirada na palavra do profeta Jeremias, no capitulo 31, versos 33 e 34, que se refere a uma promessa do Senhor de que através de um Novo Concerto com a Casa de Israel, a palavra seria escrita no coração do povo.

 

Jeremias 31:33
– “Mas este é o concerto que farei com a casa de Israel depois daqueles dias, diz o SENHOR:porei a minha lei no seu interior e a escreverei no seu coração; e eu serei o seu Deus, e eles serão o meu povo”.
Jeremias 31:34
– “E não ensinará alguém mais a seu próximo, nem alguém, a seu irmão, dizendo: Conhecei ao SENHOR; porque todos me conhecerão, desde o menor deles até ao maior, diz o SENHOR;porque perdoarei a sua maldade e nunca mais me lembrarei dos seus pecados”.

Há, na Palavra, uma bem-aventurança para quem lê, ouve e GUARDA (ou esconde) a Palavra: Apocalipse 1:3.
“Bem-aventurado aquele que lê, e os que ouvem as palavras desta profecia, e guardam as coisas que nela estão escritas; porque o tempo está próximo”.

II – SENTIDO PROFÉTICO DA EXPRESSÃO:
–   A TUA PALAVRA: A QUEM SE REFERE? Refere-se a Jesus: Jesus vivo

Esta parte do VERSÍCULO está sendo dirigida a Deus, pois a Palavra é de Deus e vem de Deus.
A palavra que vem de Deus é Jesus, pois Ele é o verbo que se fez carne. Então o salmista está falando profeticamente sobre Jesus, como a Palavra que veio de Deus para habitar no nosso coração.

DUAS CONFIRMAÇÕES DE QUE JESUS É A PALAVRA

  1. Quando veio ao mundo o Senhor Jesus confirmou isso quando disse:

“(…) Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida”. – João 8:12

  1. A Tua palavra: a palavra viva: Jesus. O nome de Jesus na eternidade:

Apoc 19:13 – “(…)e o nome pelo qual se chama é a Palavra de Deus”.

Jesus vivo falando ao meu coração, dirigindo o meu caminhar e apontando a direção da minha caminhada. Essa luz é a luz da vida, ou seja, a vida eterna.

O Senhor Jesus confirmou também que essa Palavra seria guardada (escondida) no coração do servo. Ele confirmou isso em João 14:23: “(…) Se alguém me amaguardará a minha palavra, e meu Pai o amará, e viremos para ele e faremos nele morada”.

III – SENTIDO PROFÉTICO DA EXPRESSÃO:

– NÃO PECAR CONTRA DEUS COMO RESULTADO DA PALAVRA NO CORAÇÃO:
O QUE É: NÃO PECAR CONTRA DEUS?
– é não desviar-se da verdade
– é não tropeçar na caminhada
– é NÃO amar a Palavra

O único recurso para não pecar contra Deus é ter Jesus no coração. É o Espirito Santo quem revela Jesus ao nosso coração e, por isso, nos santifica de todo o pecado.
A forma de vida que consiste em estar fora do alcance do pecado é ter Jesus, a palavra viva, gerado no coração.
Quando a Palavra, que é Jesus, é escondida no coração, o amor a Jesus se torna maior do que o prazer pelo pecado.
Você ama tanto a Palavra quanto tem de Jesus no coração.
Guardar a palavra no coração é ser alvo do amor de Jesus e ao mesmo tempo estar livre da maldade do pecado.
Quando Jesus, a palavra viva, é gerado no coração do homem pelo Espirito Santo então ele tem o recurso para não pecar contra Deus.
O Conceito de Pecar contra Deus no VT era: transgredir a lei, ou a palavra de Deus. Não pecar contra o Senhor é o maior resultado da palavra escondida no coração.

A palavra na letra, até influencia ou emociona, mas na revelação transforma o homem.
Enfim, o homem somente está livre do pecado quando ele esconde Jesus, a palavra viva, no coração.

TAREFA: contar uma experiência de alguém que escondeu (guardou) um ensino da Palavra e o resultado disso.
Objetivo: identificar forma de vida das pessoas para quem Deus fala pela palavra.

1) Vou contar a experiência de uma jovem que perguntou a mãe se havia na Bíblia alguma proibição de usar “piercing”.
A mãe não sabendo o que era isso, disse para ela que perguntasse ao Senhor, porque Ele sabe de tudo. A jovem foi para o seu quarto, orou ao Senhor fazendo a pergunta e abriu a Palavra. O texto pelo qual o Senhor lhe falou foi: Jó 41:7 – “Encherás a sua pele de ganchos, ou a sua cabeça de arpéus de pescadores”? Ela ficou feliz com a resposta do Senhor e guardou agora aquela Palavra que mudou a sua forma de vida.

2) Vou contar a experiência de um obreiro que procurou o pastor para perguntar o que significava o texto de Provérbios 26:14, que ele leu mas não entendia sua aplicação. O texto diz: “O que, passando se mete em questão alheia é como aquele que toma um cão pelas orelhas”. Foi-lhe explicado que isso é para o crente não se envolver com aquilo que não diz respeito ao servo. O irmão guardou aquilo no coração.
Dias depois no seu local de trabalho ele recebeu um convite de seus colegas de trabalho para fazer parte de um grêmio esportivo da empresa, e recusou, alegando que não tinha muito jeito para aquilo. Aquele grupo acabou se envolvendo com uma questão de desentendimento e saiu até briga entre eles e alguns foram dispensados do emprego. Aí ele se lembrou de que foi bom ter guardado aquela palavra e não ter se envolvido com questões de pessoas que não são servos.

CONCLUSÃO: esconder a palavra do Senhor no coração e colocá-la como o centro da nossa vida, pois é do coração que procedem todas as saídas da vida. (Prov. 4:23) – “Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as saídas da vida”.

INFORMAÇÕES FINAIS:

  1. De posse deste Estudo recomendamos que os jovens e obreiros compareçam amanhã na EBD para ajudar os irmãos na compreensão do estudo da EBD, pois é um estudo muito semelhante ao de hoje.
Top
Leia o post anterior:
Reunião com Pastores e Familiares na Igreja de Tiradentes em São Paulo

Matéria no site Rádio Maanaim   Veja aqui as fotos da Reunião que foi realizada com Pastores e Familiares em...

Fechar