Estudo para Senhoras – 26/03/2014

REUNIÃO DE SENHORAS – 26/03/2014

ASSUNTO: O FRUTO ALCANÇADO ATRAVÉS DOS RECURSOS DA GRAÇA
TEMA: ORAÇÃO

TEXTO: (Romanos 8.26)
“E da mesma maneira também o Espírito ajuda as nossas fraquezas; porque não sabemos o que havemos de pedir como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis.”

INTRODUÇÃO

A oração quando dirigida pelo Espírito Santo, atinge longas distâncias, pois é uma transmissão de vida.

A oração movida pelo Espírito Santo nos livra do pecado. O clamor pelo sangue de Jesus nos purifica de todo pecado, trazendo-nos cura, paz, alegria e segurança. A oração sempre traz para aquele que ora, que clama: vida – seja no sentido espiritual ou físico. É a cura da alma e do físico que é transmitida.

DESENVOLVIMENTO

O Senhor Jesus orou ao Pai de forma perfeita, intercedendo em favor daqueles que são seus. Rogou ao Pai a nosso favor, pedindo que nos guardasse para que fôssemos um como Ele e o Pai. Pediu que nos livrasse do mal, que nos santificasse na verdade, isto é, na Palavra que é a verdade.

Pediu: “Pai aqueles que me deste quero que, onde eu estiver, também eles estejam comigo, para que vejam a minha glória que me deste; porque tu me hás amado antes da criação do mundo.’’ – (João 17.24)

O pedido do Senhor Jesus em oração resumia o seu desejo de que fôssemos guardados do mundo e do mal e que estivéssemos com Ele na eternidade.

Muitos servos do passado, em várias circunstâncias oraram a Deus e obtiveram a resposta de suas orações.

Orou Abraão a Deus, e sarou Deus a Abimeleque. – (Gênesis 20.17)

Moisés suplicou ao Senhor seu Deus, então o Senhor arrependeu-se do mal que disse que havia de fazer ao seu povo. – (Êxodo 32.11, 14)

Daniel buscou ao Senhor em oração, confessando seus pecados e os pecados do seu povo e Deus lhe respondeu imediatamente. – (Daniel 9.17, 23)

Ana com amargura de alma orou ao Senhor e chorou abundantemente, e sucedeu que passado algum tempo, ela concebeu, e teve um filho. Nasceu Samuel. – (I Samuel 1.10, 20)

Jonas foi chamado pelo mestre do navio de “dormente”. Assim é o homem na desobediência, fica insensível, alheio aos perigos, deitado, acomodado no seu pecado. Jonas reconhece o seu pecado, reconhece sua fraqueza, sua impotência diante da desobediência. Jonas orou do ventre do peixe. Falou, pois o Senhor ordenou ao peixe que vomitou a Jonas na terra.
(Jonas 2.1, 10)

APLICAÇÃO

Ao clamarmos em oração, na direção do Espírito Santo, libertos pelo sangue de Jesus, alcançamos a resposta vinda da parte do Senhor. Alcançamos vida, libertação e comunhão renovada.

Quando clamamos, buscando com fé, o Senhor providencia o socorro para a nossa necessidade.

O fruto da oração são todas as respostas: bênçãos, curas, livramentos, soluções de problemas e tantos outros resultados que recebemos como respostas de nossas orações e clamores.

“… Ouvi a tua oração e vi as tuas lágrimas; eis que eu te sararei; ao terceiro dia subirás à Casa do Senhor.” – II Reis 20.5
“… a oração feita por um justo pode muito em seus efeitos…” – (Tiago 5.16)

Top
Leia o post anterior:
Lição para CIAs – 16/03/2014

2ª. Aula para Escola Bíblica – Ester (Obs: 1ª. Aula do Semário) Data: 16/ 03/2014 Assunto: Ester Texto: Ester –...

Fechar