Material de Apoio para Estudo Bíblico de Jovens e Obreiros 19/01/2013

PARA O PROFESSOR (A) DE JOVEM

ATIVIDADE PARA JOVENS E OBREIROS – 19-20/jan/13
– ASSUNTO: OS ATRIBUTOS DE DEUS
– TEXTO FUNDAMENTAL: VELHO TESTAMENTO

ATIVIDADE:
IDENTIFICAR E COMENTAR, NAS PROFECIAS DO VELHO TESTAMENTO, A FIGURA DO SENHOR JESUS COMO: ONIPOTENTE, ONIPRESENTE E ONISCIENTE.

SIGNIFICADO DE:
Onipotente: aquele que possui todo o poder;

Onipresente: aquele que está presente ao mesmo tempo em todo lugar;

Onisciente: aquele que conhece todas as coisas.

Atributo: qualidade, característica, predicado, propriedade (aquilo que é próprio de Deus)

INTRODUÇÃO
Desde a criação do mundo a Bíblia sempre apresentou Deus manifestando Seus atributos como Deus Onipotente, Onipresente e Onisciente. Podemos ver em vários textos do Velho Testamento esses três atributos de Deus manifestados de forma visível, material e física. Todos esses atributos estão ligados aos demais atributos de Deus de forma invisível que são bondade, fidelidade, justiça, amor, longanimidade, etc.

Todas as profecias do Velho Testamento relacionadas ao Senhor Jesus mostram de alguma maneira os atributos de Deus em Jesus, seja a onipotência, a onipresença ou a onisciência. É claro que nos dias do ministério terreno do Senhor Jesus não se pode afirmar sobre sua onipresença física na condição de uma pessoa humana. Porém a sua presença no mundo em carne era a prova de que o verbo de Deus marcava a presença de Deus na Terra em todos os Seus atributos divinos.

I – ATIVIDADE:
IDENTIFICAR E COMENTAR, NAS PROFECIAS DO VELHO TESTAMENTO, A FIGURA DO SENHOR JESUS COMO: ONIPOTENTE, ONIPRESENTE E ONISCIENTE.

1 – PROFECIA DO VELHO TESTAMENTO
– Salmo 24:7-10 – “Levantai, ó portas, as vossas cabeças; levantai-vos, ó entradas eternas, e entrará o Rei da Glória. Quem é este Rei da Glória? O SENHOR forte e poderoso, o SENHOR poderoso na guerra. Levantai, ó portas, as vossas cabeças; levantai-vos, ó entradas eternas, e entrará o Rei da Glória. Quem é este Rei da Glória? O SENHOR dos Exércitos; ele é o Rei da Glória”.

IDENTIFICAÇÃO DA FIGURA DE JESUS COMO ONIPOTENTE
– Senhor dos Exércitos – Rei da Glória – Senhor forte e poderoso – Senhor poderoso na guerra = Atributo da onipotência do Senhor Jesus.

COMENTÁRIO
A grande maravilha do atributo da onipotência no Senhor Jesus foi o momento em que ele entrou nos portais eternos da presença do Pai através da sua morte na cruz, pois assim Ele nos abriu o caminho para podermos agora entrar também com ousadia nos mesmos portais pelo poder do sangue de Jesus (Hebreus 10:19 – “Tendo, pois, irmãos, ousadia para entrar no santuário, pelo sangue de Jesus”). Ele é forte e poderoso porque somente Ele venceu a morte.

2 – PROFECIA DO VELHO TESTAMENTO
– Daniel 3:24 -25 – “Então, o rei Nabucodonosor se espantou e se levantou depressa; falou e disse aos seus capitães: Não lançamos nós três homens atados dentro do fogo? Responderam e disseram ao rei: É verdade, ó rei. Respondeu e disse: Eu, porém, vejo quatro homens soltos, que andam passeando dentro do fogo, e nada há de lesão neles; e o aspecto do quarto é semelhante ao filho dos deuses”.

IDENTIFICAÇÃO DA FIGURA DE JESUS COMO ONIPRESENTE
– Semelhante ao filho dos deuses, ou Filho de Deus = é o atributo da onipresença do Senhor Jesus.

COMENTÁRIO
A descrição da presença do quarto homem na fornalha de fogo ardente é feita pelo rei Nabucodonozor que, por ser um rei ímpio, seu conhecimento sobre divindade o levou a fazer tal descrição. Mas nós sabemos que ali estava a presença de um SER enviado da parte de Deus para livrar os companheiros de Daniel. Naquele SER estava a figura profética do Senhor Jesus no Velho Testamento como aquele que está presente para garantir o livramento aos seus servos. O aspecto da onipresença de Deus é muito importante porque a salvação está relacionada com Deus presente na vida do homem. Por isso o Senhor Jesus foi chamado de Emanuel, que significa Deus conosco.
É nos momentos das provas, das lutas, da fornalha, quando aparentemente o servo está desamparado, que a presença do Senhor se faz ainda mais notória.

3 – PROFECIA DO VELHO TESTAMENTO
Isaías 11:2 – “E repousará sobre ele o Espírito do SENHOR, e o Espírito de sabedoria e deinteligência, e o Espírito de conselho e de fortaleza, e o Espírito de conhecimento e de temor do SENHOR”.

IDENTIFICAÇÃO DA FIGURA DE JESUS COMO ONISCIENTE
– Sabedoria – Inteligência (ou discernimento) – Conselho e Conhecimento (ou revelação) = é o atributo da onisciência do Senhor Jesus.

COMENTÁRIO
Esta profecia de Isaias se refere ao Senhor Jesus como aquele que estaria com a igreja todos os dias para tomar conhecimento de tudo o que se passa na vida da igreja e fortalece-la na sua caminhada. Cada expressão do profeta fala sobre uma forma de o Senhor Jesus conhecer o que se passa na igreja dando a ela os recursos para uma caminhada firmada no Senhor. Através do Seu Espirito Santo, a igreja tem a sabedoria do Espírito, tem discernimento espiritual por ser batizada com o Espirito Santo. Tem também o Conselho das profecias que se cumprem e o conhecimento ou a revelação do Espirito Santo através dos dons espirituais.

 

SUGESTÕES DE MENSAGENS

    1.   TEMA: OS ATRIBUTOS DO SENHOR JESUS NA IGREJA. – Cantares 6:2 – “O meu amado desceu ao seu jardim, aos canteiros de bálsamo, para apascentar nos jardins e para colher os lírios.” – Edição Revista e Atualizada.

O MEU AMADO DESCEU AO SEU JARDIM = ONIPRESENÇA = Todos os dias o nosso amado desce, ou seja, vem ao seu jardim que é sua Igreja. Ele cuida de cada planta, dando-lhe vida e segurança.

PARA PASTOREAR NO JARDIM = ONISCIÊNCIA = Apascentar, ou pastorear, é o cuidado do Senhor Jesus com a sua igreja como um pastor cuida de suas ovelhas. Ele como o bom pastor conhece as suas ovelhas, como disse em João 10:14. Ele conhece as mais diversas plantas que há neste jardim, com seus mais diversos problemas. Somente ele com seu conhecimento as mantém vivas, dosando a quantidade de água e sol a que cada um pode ficar exposta. Por nos conhecer, Jesus é o único que pode dar-nos vida.

COLHER OS LÍRIOS = ONIPOTÊNCIA DE DEUS = Esta expressão é uma clara profecia quanto ao arrebatamento da Igreja. Um Bom Jardineiro sabe que para se colher um lírio para enfeitar sua casa, é necessário que o mesmo esteja pronto. O Espírito Santo está preparando os lírios do Jardim para a breve colheita do amado, para que assim o seu povo possa enfeitar a Jerusalém Celestial para sempre. Maranata! O maior poder de Deus é salvar o homem e um dia arrancá-lo deste mundo, levando-o para a casa do Pai.

    2.   TEMA: OS ATRIBUTOS DE JESUS NA PROFECIA DA CRUCIFICAÇÃO – GÊNESIS 22:11-12 – “Mas o anjo do SENHOR lhe bradou desde os céus, e disse: Abraão, Abraão! E ele disse: Eis-me aqui. Então disse: Não estendas a tua mão sobre o moço, e não lhe faças nada; porquanto agora sei que temes a Deus, e não me negaste o teu filho, o teu único.” – Edição Revista e Corrigida.

 

MAS O ANJO LHE BRADOU DESDE OS CÉUS = ONIPRESENÇA = Nesta expressão, o Senhor revela sua onipresença, pois Abraão não estava sozinho naquele monte, mas em todos os momentos o Senhor estava com ele. Deus não chega atrasado, se assim fosse Abraão teria imolado seu filho, mas no momento certo, o Senhor se manifestou, dando livramento a Isaque.

ABRAÃO, ABRAÃO = ONISCIÊNCIA DE DEUS = Deus não somente conhecia Abraão pelo nome, mas também sabia como estava seu coração naquele momento. Aquela voz trouxe a Abraão o conforto e a esperança de que a operação de Deus daria livramento a seu filho. A ciência (conhecimento) de Deus se manifesta para dar ao homem conforto e esperança.

NÃO ESTENDAS A MÃO E NEM LHES FAÇA NADA = ONIPOTÊNCIA DE DEUS = Só o Senhor é o único que pode dar o livramento da morte ao homem, por isso o brado veio dos céus. Deus com seu poder providenciou o projeto em que Isaque foi livrado da morte e o cordeiro foi morto em seu lugar. O poder de Deus tem se manifestado no meio da Igreja onde alcançamos vida, mediante a morte do filho de Deus. O brado de morte dado na cruz pelo Senhor Jesus, foi o que nos trouxe o grande livramento da morte eterna.

    3.   TEMA: O JUÍZO DO HOMEM E O LIVRAMENTO DE DEUS

Daniel 3:24 -25 – “Então, o rei Nabucodonosor se espantou e se levantou depressa; falou e disse aos seus capitães: Não lançamos nós três homens atados dentro do fogo? Responderam e disseram ao rei: É verdade, ó rei. Respondeu e disse: Eu, porém, vejo quatro homens soltos, que andampasseando dentro do fogo, e nada há de lesão nelese o aspecto do quarto é semelhante ao filho dos deuses”.

– NÃO LANÇAMOS NÓS…?: – O juízo deste mundo é para condenação.
– TRÊS HOMENS ATADOS: a prisão do pecado. As amarras do pecado: correntes, aguilhões, prisões, etc.
– DENTRO DO FOGO: o fogo da fornalha está relacionado às aflições deste mundo.
– QUATRO HOMENS SOLTOS: a presença do Senhor liberta o homem.
– ANDAM PASSEANDO DENTRO DO FOGO: o fogo agora era o fogo da presença de Deus que retira toda a aflição.
– O ASPECTO DO QUARTO HOMEM: Figura profética que mostra que o Senhor Jesus viria ao mundo como homem, para livrar o homem dos seus pecados.
– O FILHO DOS DEUSES: o que para o rei era uma divindade que ele não conhecia, para os servos ali era a presença do Senhor enviado ali para livrá-los da morte.
Nos momentos das provas, das lutas e da fornalha da aflição, quando aparentemente o servo está desamparado, é que a presença do Senhor se faz ainda mais notória.

Top
Leia o post anterior:
Encontro de Jovens – 27/01/2013

A Paz do Senhor! Informamos aos Pastores e Igrejas, que teremos Encontro de Jovens, em 27 de janeiro de 2013, no Maanaim...

Fechar