Palavra ao Professor de Jovens – 17/05/2014

ESTUDO BÍBLICO PARA JOVENS E OBREIROS – 17/05/2014
TEMA: O Culto
ASSUNTO: O Culto que Agrada a Deus
TEXTO FUNDAMENTAL: Êxodo 8:20-28

Em Êxodo 8:25-28, encontramos alguns conceitos sobre o Culto que Agrada a Deus.
Comentar o sentido profético do culto que nos convém fazer ao Senhor.

(Os textos usados neste estudo foram extraídos da Tradução de João Ferreira de Almeida, Edição Revista e Corrigida, versão 1995)

SIGNIFICADO DAS PALAVRAS:

– CULTO (LITURGIA): palavra proveniente do Grego usada para a prestação de um serviço voluntário ao governo.
– GOSEN: proteção ou bênção de Deus. A terra onde os hebreus habitavam no Egito.
– A ABOMINAÇÃO DOS EGÍPCIOS: os Egípcios consideravam abominação: comer pão com os hebreus e lidar com ovelhas (Gen. 43:32 e 46:34). O culto dos hebreus continham as duas coisas. (Êxodo 12:8).

INTRODUÇÃO

O texto fala da primeira vez na Bíblia que um povo escolhido por Deus toma conhecimento de como seria um culto prestado a Deus, conforme a vontade dEle. Isso se dá no momento em que o Egito iria, no dia seguinte, ser atingido pela praga das moscas.

A questão era o culto ser feito no Egito, a terra que estaria totalmente contaminada de moscas naqueles dias. A ordem do Senhor quanto ao Seu povo servi-lO, era sair do Egito e servir ao Senhor no lugar onde o Senhor iria determinar. (Vs. 20b). Daí a preocupação do Senhor em separar a terra e o povo dEle. (vs. 22 e 23).
Diante da proposta de se fazer o culto na terra do Egito, a palavra chave da parte do Senhor era separação, mas a palavra chave da parte de Faraó em sua proposta era mistura ou mescla. Tanto o lugar em que o culto é prestado ao Senhor, quanto o povo que presta esse culto, ambos devem ser santos, ou seja, separados para o Senhor.
O culto que nos convém fazer, não é pela liberação de Faraó “…deixar-vos-ei ir”… (v.28), mas é pela libertação que o Senhor nos dá. (v. 20). Não somos chamados pela vontade do homem para cultuar ao Senhor, mas pela vontade dEle.
=============================================================

CONCEITOS SOBRE O CULTO QUE AGRADA A DEUS, EM EXODO 8:20-28.
COMENTAR O SENTIDO PROFÉTICO DO CULTO QUE NOS CONVÉM FAZER AO SENHOR:

– EXODO 8:25-28
“25 Então, chamou Faraó a Moisés e a Arão e disse: Ide e sacrificai ao vosso Deus nesta terra. 26 E Moisés disse: NÃO CONVÉM QUE FAÇAMOS ASSIM, porque sacrificaríamos ao SENHOR, nosso Deus, a abominação dos egípcios; eis que, se sacrificássemos a abominação dos egípcios perante os seus olhos, não nos apedrejariam eles? 27 Deixa-nos ir caminho de três dias ao deserto, para que sacrifiquemos ao SENHOR, nosso Deus, como ele nos dirá. 28 Então, disse Faraó: Deixar-vos-ei ir, para que sacrifiqueis ao SENHOR, vosso Deus, no deserto; somente que indo, não vades longe; orai também por mim”.

O CULTO NO EGITO – o culto nos limites (no domínio) de Faraó – o culto que não nos convém fazer ao Senhor.

COMENTARIO:
A questão levantada por Moisés no verso 26 era quanto ao culto que não convinha fazer ao Senhor no Egito, conforme proposta feita por Faraó no verso 25. Aceitar aquela proposta era aceitar um culto de mistura com os egípcios. Isso iria trazer um problema para Israel por causa da abominação dos egípcios. O culto feito com sacrifício de ovelhas era abominável aos olhos dos egípcios. Se isso acontecesse os egípcios iriam apedrejar os hebreus.

SENTIDO PROFÉTICO

Todas as vezes que o culto ao Senhor se mistura com o culto que agrada ao mundo, o próprio ímpio joga pedra no crente, pois considera um escândalo o crente usar os ditames do mundo para cultuar a Deus. Apedrejar significa escandalizar-se com o crente que cultua ao Senhor dentro da igreja, mas lá fora dá testemunho de um culto ao mundo. É a acusação resultante de um mau testemunho de servo de Deus lá fora.

O CULTO NO DESERTO – nos limites do Senhor – a nuvem que os cobria – o culto que nos convém fazer ao Senhor

COMENTARIO:
O deserto seria o lugar em que o Senhor queria que o culto fosse realizado (Ex. 7:16), pois seria o culto da caminhada rumo à Terra Prometida. O modelo do culto que agrada ao Senhor já estava pronto na eternidade e iria ser entregue a Moisés no Monte Sinai. Esse culto agradaria ao Senhor, por seria feito conforme a vontade do Senhor, ou seja, “…como Ele nos dirá”. No lugar em que a nuvem parava ali se processava o culto do deserto.
O caminho de três dias iria ser marcado pela passagem pelo Mar Vermelho, onde os israelitas estariam separados para sempre do Egito. Era o contrário que Faraó queria quando disse que eles “não fossem longe”. Podiam até ir ao deserto, mas que não ficassem longe do alcance de Faraó, sob a influência dele e até orando por ele. O pedido de Faraó para orar por ele era sutil, pois envolvia uma intenção ecumênica. Não era uma mistura física, mas era estar na mesma comunhão com ele.

SENTIDO PROFÉTICO

A forma de culto da igreja não pode ser de aproximação ou imitação do mundo. Nem mesmo de acordo com os ditames ecumênicos do mundo religioso. O Senhor tem para os seus servos todo o modelo do culto que agrada ao Senhor, pois é Ele quem revela o culto e isso o Senhor faz através do culto profético. No lugar onde o Senhor nos acolhe como acolheu Israel no deserto, ali o Senhor nos revela todo o processamento do culto que agrada a Ele.
O caminho de três dias fala da morte e ressurreição do Senhor Jesus e isso está relacionado à nossa experiência de novo nascimento. A passagem pelo Mar Vermelho fala da ação do sangue de Jesus sobre nós, separando-nos definitivamente do mundo que ficou para trás. O culto, após o clamor pelo sangue de Jesus, nos leva para longe, leva-nos a alcançar a eternidade. O culto do terceiro dia é o culto do cordeiro vivo que não atrai moscas. O terceiro dia marcou a nossa conversão ao Senhor Jesus e isso é que nos leva para longe do Egito, leva-nos para a Canaã celestial que o Senhor tem preparado para a Sua igreja.

TAREFA:
COMO É O CULTO QUE NOS CONVÉM FAZER AO SENHOR?

1.     O culto onde há santificação (separação) vs 22 e 23
2.     O culto onde se evidencia o cordeiro que está vivo (caminho 3 dias) vs 27
3.     O culto revelado – dons espirituais (como ele dirá) vs 27

Top
Leia o post anterior:
Reunião das Senhoras – 21/05/2014

ASSUNTO: O fruto alcançado através dos Recursos da Graça TEMA: A Palavra "Porque a palavra de Deus é viva, e...

Fechar