Palavra ao Professor de Jovens

ASSUNTO: DOUTRINA DE CORPO NO VELHO TESTAMENTO

TEXTO FUNDAMENTAL: CANTARES 4:1-4

 

IDENTIFICAR E COMENTAR EM CANTARES 4:1-4, EXPRESSÕES QUE APONTAM PROFETICAMENTE PARA A IGREJA COMO CORPO DE CRISTO, CONFORME I CORÍNTIOS 12:27.

FAZER A APLICAÇÃO PROFÉTICA.

 

(Os textos usados neste estudo foram extraídos da Tradução de João Ferreira de Almeida, Edição Revista e Corrigida, versão 1995)

 

1 aos Coríntios 12:27 – Ora, vós sois o corpo de Cristo e seus membros em particular.

 

INTRODUÇÃO

A doutrina sobre a igreja como Corpo de  Cristo está baseada em toda a Biblia, desde Gênesis até Apocalipse. No Velho Testamento encontramos essa doutrina na forma de figuras, ou seja, profeticamente.

Usando uma linguagem poética, o livro de Cantares de Salomão no seu capitulo 4, fala profeticamente sobre a igreja como corpo de Cristo, através da forma como descreve cada parte do corpo. Mostra ali que o que agrada ao Senhor na igreja é ela ter a forma de corpo de Cristo.

Este capítulo fala do preparo da igreja pelo Espírito Santo, para ser arrebatada, para completar o Projeto na eternidade. O Pai, o Filho, o Espírito Santo e a noiva do Filho: a Igreja. Descreve como o Senhor quer ver a igreja no dia do seu arrebatamento. Esse desejo do Senhor é mencionado na eternidade. Salomão penetra na eternidade e ouve a conversa do Senhor com o Pai na eternidade, a respeito da noiva.

NO CAPITULO 4 está a identidade da noiva que o Senhor quer arrebatar: a identidade de “corpo de Cristo”, enfim, o padrão da exigência do Senhor. A igreja é bela, porque foi o Espírito Santo quem a adornou, transformando-a em Corpo de Cristo.

Porém é no Novo Testamento que temos a afirmação clara dos apóstolos em suas cartas referindo-se à igreja como Corpo de Cristo, conforme Paulo afirma em I aos Coríntios capitulos 12,13 e 14, quando fala sobre os dons espirituais.

 

IDENTIFICAR E COMENTAR EM CANTARES 4:1-4, EXPRESSÕES QUE APONTAM PROFETICAMENTE PARA A IGREJA COMO CORPO DE CRISTO, CONFORME I CORÍNTIOS 12:27.

IDENTIFICAÇÃO (vs.1):

Cantares 4:1 – “Eis que és formosa, amiga minha, eis que és formosa; os teus olhos são como os das pombas entre as tuas tranças, o teu cabelo é como o rebanho de cabras que pastam no monte de Gileade”.

 

COMENTÁRIO:

Os olhos e as tranças. A comparação dos olhos da noiva como os das pombas e isso entre as tranças dos cabelos.

 

APLICAÇÃO PROFÉTICA:

Por que os olhos?  Porque refletem a luz. Quanto mais refletem a luz, mais os olhos enxergam. Quando mais luz absorve, mais enxerga o caminho. A primeira característica de beleza da igreja está em absorver a revelação para enxergar o caminho.

– A Igreja que é corpo de Cristo não é cega, mas tem luz, tem Revelação. A igreja cega não é a noiva. Não tem revelação, nem formosura: anda cegamente no caminho.

– O que a Igreja reflete e transmite no olhar? Resposta: A luz, a revelação, Jesus. Não reflete razão nem argumentos. A Igreja reflete um Jesus, vivo, operante, ressuscitado.

– Por que Ele acha belo o olhar da Igreja? Porque Ele se vê refletido nela. Quando?

– Quando há salvação, é Ele quem está operando. Quando há cura, é Ele quem está curando. É isso que a igreja tem de atraente aos olhos do Senhor no olhar da igreja como Corpo de Cristo.

– “Como o olhar das pombas”. (vs.1:b) A igreja Corpo de Cristo vê como o Espírito Santo vê.

– “…entre as tuas tranças…”. (vs.1:c) Ideia de conjunto: não é uma visão isolada, mas no “corpo”. A mente firme no Senhor, para não impedir a visão.

======================

IDENTIFICAÇÃO (vs.2):

Cantares 4:2 – “Os teus dentes são como o rebanho das ovelhas tosquiadas, que sobem do lavadouro, e das quais todas produzem gêmeos, e nenhuma há estéril entre elas”.

 

COMENTÁRIO:

Os dentes. Os dentes dão uma ideia de conjunto – corpo. Clareza, limpeza.

A clareza e a limpeza dos dentes comparada com o rebanho das ovelhas tosquiadas.

 

APLICAÇÃO PROFÉTICA:

A igreja como Corpo de Cristo é um conjunto harmônico de membros que cada um contribui para manter o corpo vivo.

A forma de a igreja assimilar o alimento que vai para corpo é com clareza e tudo colocado em ordem para as ovelhas possam viver em santificação como o rebanho tosquiado. A lã tosquiada tem que ser limpa: isso é santificação.

– “sobem do lavadouro”: clamor constante no coração – limpeza: santificação. A igreja que o Senhor vai arrebatar é uma igreja limpa através do clamor pelo sangue de Jesus.

– “Produzir gêmeos”: produzir iguais. 2 = comunhão, corpo. A igreja cresce como corpo.

======================

 

IDENTIFICAÇÃO (vs.3):

Cantares 4:3 – “Os teus lábios são como um fio de escarlata, e o teu falar é doce; a tua fronte é qual pedaço de romã entre as tuas tranças”.

 

COMENTÁRIO:

Os lábios e o falar. Os lábios comparados ao fio de escarlate. Escarlate: vermelho vivo, forte. A boca fechada produz um contorno dos lábios semelhante ao fio de escarlate.

O falar que transmite doçura.

 

APLICAÇÃO PROFÉTICA:

O vermelho dos lábios se manifesta quando a boca se fecha. Isso fala do clamor pelo sangue de Jesus que é uma ação interior no corpo.

A igreja que transmite a revelação, seu falar é doce como o mel da palavra revelada, pois ela fala pelo Espirito Santo. O alimento que a igreja tem para dar é quando fala de Jesus.

– “A face (fronte) como pedaço de romã”: pedaço de romã é quando a romã se parte, por estar madura. Isso fala do amadurecimento da Igreja. Quem olha, vê os frutos maduros. A igreja é conhecida pelos frutos, porque os frutos representam a vida da igreja. Fechada, não é um fruto belo, mas aberta, manifesta toda a beleza do conjunto de seus frutos cristalinos. Cor vermelha do sangue de Jesus: o seu Espírito Santo operando em todo o conjunto.

A face madura da igreja se mostra através do teor profético de um culto cheio da presença do Senhor.

– “Entre as tuas tranças” – mente uniforme. Ideia de conjunto, corpo.

 

IDENTIFICAÇÃO (vs.4):

Cantares 4:3 – “O teu pescoço é como a torre de Davi, edificada para pendurar armas; mil escudos pendem dela, todos broquéis de valorosos”.

 

COMENTÁRIO:

“Torre da Davi”: Obra de Davi. Davi, o homem que agradou a Deus através da obediência.

– Lugar onde se guardavam as armas de Davi e de onde se vigiava o inimigo.

 

APLICAÇÃO PROFÉTICA:

– Pescoço: ligação entre a cabeça e o corpo: comunhão. Da união (comunhão) da cabeça com o corpo, surgem os elementos de guerra disponíveis na igreja desta última hora. A obra do Espírito Santo entre nós sempre se identificou com a obra de Davi.

– Armas que pendem dessa comunhão: 1.000 escudos: armas secretas: clamor, jejum, madrugada, consulta à palavra, dons espirituais. Broquéis de valorosos.

– não são escudos denominacionais ou de cultura bíblica.

Top
Leia o post anterior:
Estudos Bíblicos para Escola Dominical

ASSUNTO: Doutrina de Corpo no Velho Testamento TEXTO FUNDAMENTAL: I Coríntios 12:27 Em I Coríntios 12:27, Paulo fala acerca da Igreja como Corpo...

Fechar